law essay writing service

Lendas mundiais do surf reforçam papel dos Açores como “Havai da Europa”

September 26, 2018 / By

September 26, 2018 / By

O W Global Communication esteve a acompanhar o Azores Airlines World Masters Championships que decorreu na Praia de Santa Bárbara, na Ribeira Grande. A equipa do WGC ficou responsável pela comunicação mediática e digital do campeonato que reuniu 27 ex-campeões mundiais.

Os dados apurados ainda não são os definitivos, mas a organização do Azores Airlines Masters Championships prevê um retorno para a região que pode ultrapassar os 7 milhões de euros. A marcar uma década de realização de provas de caráter internacional nos Açores, esta competição da Liga Mundial de Surf (WSL) reuniu, durante uma semana, pela primeira e única vez em Portugal, na ilha de S. Miguel, 27 ex-campeões de surf de todo o mundo. Tom Curren, Sunny Garcia, Simon Anderson e Layne Beachley foram apenas algumas das lendas unidas num campeonato memorável, seguido em todo o mundo através dos canais de divulgação da WSL e nas redes sociais dos atletas, a relembrar os velhos tempos e a disputar o título nas categorias de Masters, Grand Masters e, pela primeira vez, de Feminino.

“A última edição deste campeonato decorreu no Brasil, em 2011, e é por isso que este evento tem uma enorme projeção internacional e consequente retorno económico. Se o Azores Airlines o ano passado teve um retorno de 7 milhões, este Azores Airlines de Masters pela primeira vez na Europa terá, sem dúvida, um impacto muito maior, e reforçam papel dos Açores como o Havai da Europa”, sublinha Rodrigo Herédia, responsável pela organização.

podio açores

“Estes números são sempre difíceis de apurar com rigor, mas atrevo-me a dizer que a nossa aposta no surf, nos últimos 10 anos, representa já um retorno económico para os Açores de muito mais de 50 milhões de euros. A análise real que nos chega prende-se com os valores de broadcast e de repercussão mediática nacional e internacional, contudo procuramos com estes eventos proporcionar experiências de visitação ao território e acredito que o impacto será muito maior porque as imagens do nosso destino correm mundo e apelam à visitação!”, afirma a secretaria regional do turismo, Marta Guerreiro. Acerca do Azores Airlines Masters Championship, a governante defende que a presença de grandes lendas mundiais do surf de países considerados como “as grandes nações do surf”, entre eles, Austrália, Hawaii, EUA, Brasil, Portugal e África do Sul, reforça o o papel junto dos países emissores de turistas.E, no caso dos EUA, o reforço que tivemos, este ano, de ligações áreas veio também abrir as portas para que os surfistas da Costa Este dos EUA possam experimentar as ondas dos Açores, especialmente nos meses fora do verão, altura forte para a modalidade, com um tempo ameno e águas quentes.

“Os Açores são um destino incrível, e não só para a prática de surf. Este evento mostrou ao mundo o melhor que a região tem para oferecer. Foi um espetáculo único com tantos ex-campeões mundiais da WSL reunidos depois de tantos anos afastados dos palcos internacionais da competição. As ondas na ilha de São Miguel são de classe mundial e vão, seguramente, mostrar o nível de surf dos atletas de Masters”, diz Rob Gunning, tour manager europeu da World Surf League (WSL).